DESLIGUE O COMPUTADOR E VÁ LER UM LIVRO

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

A revolução sem o revolucionário

"Um revolucinário pode perder tudo: a família, a liberdade, até a vida. Menos a moral."

As 5 hs da manhã do dia 19 de fevereiro, a rádio oficial de Cuba começou a ler a carta de Fidel para os ouvintes da matina. Fragmentos da sua carta de despedida não perderam a característica marcante de oposição aos EUA: "O adversário a ser derrotado é forte, entretanto, temos sidos capazes de mantê-lo ao largo por meio século".

Fidel é sinônimo de divisão. Cuba hoje, é dividida por aqueles que não querem mais estarem automaticamente e somente à mercê do militarismo, e por aqueles que vêem vantagens em viverem submetidos ao mesmo regime.
Mesmo aqueles que são contra o militarismo sabem que Fidel, ao longo dos seus 49 anos de poder, garantiu qualidade na educação, emprego, saúde, esporte e lazer: "Esta noite, milhões de crianças dormirão na rua, mas nenhuma delas é cubana". Embora os cubanos não estejam no melhor dos mundos, eles sabem também que o regime anterior era pior e têm um exemplo disso ao lado, o Haiti.
Fidel tinha fé. Fé por aquilo que lutava e sempre disposto a lutar até a morte para sustentar a sua crença:

"Comecei a revolução com 82 homens. Se tiver de fazer de novo, vou fazer com 10 ou 15 e uma fé absoluta. Não importa o quanto se é pequeno, se houver fé e um plano de ação."


5 comentários:

Rato disse...

Oi... vi seu comentário só hoje..
o opala não é meu não... tirei essa foto na rua, nem sei de quem é!

até +

denise°

Bianca Oliveira* disse...

Jóiaaa
=)
migooo


dia 29/03 dia de estréiaaa do Espaço Joooooovem!

=PPP
divulgãção total..
vo marca uma reuniãozinha pra conversarmos

abraços!!

ZEPOVO disse...

Fidel é um lider guerreiro e carismático que tem seguidores e ao contrário de que muitos pensam é AMADO pela maior parte do povo cubano!
Nas últimas semanas a blogsfera se dedicou à xingar, rogar pragas e cuspir no Comandante, dançando a musica que Tio San levou 50 anos para ensinar à todos.
Fidel cometeu seus erros muitos, mas ofereceu uma opção viável ao povo cubano. Educação, saúde e segurança em troca de uma vida simples sem consumismo. Isto é ruim??

Rejane disse...

Meu... relaxa.. perái... esse blog tá intelectual demais pra minha cabeça... Axo que vou ter que parar de entrar aki...

tita coelho disse...

Adorei o texto Michel! E credo, de onde o Zé povo tirou todos estes adjetivos para o Fidel...cruzes!!
beijos