DESLIGUE O COMPUTADOR E VÁ LER UM LIVRO

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

POESIA CONCRETA

Augusto de Campos, 1956.

Um comentário:

Jacinta disse...

Nossa,
que legal isso aqui.
Às vezes sinto que se escuta
melhor, quando se enxerga primeiro.

Um abraço
Jacinta