DESLIGUE O COMPUTADOR E VÁ LER UM LIVRO

terça-feira, 1 de julho de 2008

Fragmento

"(...) Não se admire, minha prima; tenho uma teoria a respeito dos perfumes.
A mulher é uma flor que se estuda, como a flor do campo, pelas suas côres, pelas suas fôlhas e sobretudo pelo seu perfume.
Dada a côr predileta de uma mulher desconhecida, o seu modo de trajar e o seu perfume favorito, vou descobrir com a mesma exatidão de um problema algébrico se ela é bonita ou feia.
De todos êstes indícios, porém, o mais seguro é o perfume; e isto por um segrêdo da natureza, por uma lei misteriosa da criação, não sei explicar.
Por que é que Deus deu o aroma mais delicado à rosa, ao heliotropo, à violeta, ao jasmim, e não a essas flores sem graça e sem beleza, que só servem para realçar as suas irmãs?
É decerto por esta mesma razão que Deus só da à mulher linda êsse tato delicado e sutil, êsse gôsto apurado, que sabe distinguir o aroma o mais perfeito. (...)"
Cinco Minutos, José de Alencar.

2 comentários:

Mélker de Queiroz disse...

ahi michel, tudo bem mano.
que saudades.
muito file seu blog.
to começando o meu agora.
e to meio sem criatividade, mas prometo que vou melhorar.

grande abraço.

melker

tita coelho disse...

Poxa José de Alencar!!!! Gosto muito dele Michel, e esse texto é muito belo!
beijos